Home
MS amplia idade para doação
Sex, 17 de Junho de 2011 10:09
O Ministério da Saúde (MS) publicou nesta terça-feira (14), no Diário Oficial da União Portaria 1.353, que estabelece o novo Regulamento Técnico de Procedimentos Hemoterápicos, com novos critérios para a doação de sangue no Brasil. A nova legislação estabelece diretrizes voltadas ao aumento da segurança para quem doa e recebe sangue no país e inova ao ampliar a faixa etária para candidatos à doação. Com as medidas, a previsão do MS é que aproximadamente 14 milhões de brasileiros sejam incentivados a serem doadores em potencial. Faixa atinge jovens entre 16 e 17 anos (mediante autorização dos pais ou responsáveis) e ampliação para idosos com até 68 anos .
No Pará, a margem de elevação de doações ainda está sendo estimada pela diretoria da Fundação Hemopa que só tem a comemorar a ampliação da idade para doação de sangue. “Certamente que toda hemorrede brasileira será beneficiada. Pela recente publicação, precisamos de um tempo para adaptações, inclusive no sistema informatização e para produção do termo de autorização de doação para os jovens menores de idade”, comentou a presidente do hemocentro, dra. Luciana Maradei, que também comemorou a ampliação da idade para os doadores até 68 anos. A médica adiantou que atualmente, o segmento jovem é responsável por 48% das coletas efetivadas no Estado, e os doadores de até 65anos, em torno de 1%.
No entanto, Luciana Maradei alerta que os candidatos à doação de sangue beneficiados pela ampliação de idade, só poderão efetivar seu gesto solidário, depois que o Hemopa consolidar as adaptações em seus procedimentos internos. “Logo que isso seja promovido, informaremos a imprensa para convocação da doação desses segmentos da sociedade”.
FAIXA ETÁRIA – A partir desta nova legislação, jovens entre 16 e 17 anos (mediante autorização dos pais ou responsáveis) e idosos com até 68 anos também poderão doar sangue no Brasil. Pela norma anterior, a doação era autorizada para pessoas com idade entre 18 e 65 anos de idade.
Com a ampliação da faixa etária para doação, a expectativa do governo federal é ampliar o volume de sangue coletado no Brasil que, atualmente, chega a 3,5 milhões de bolsas por ano. Esta quantidade é considerada suficiente; porém, o esforço do MS é atingir os padrões recomendados pela Organização Mundial de Saúde (OMS): cerca de 5,7 milhões de bolsas de sangue por ano. Para o próximo ano, a meta é que o país registre, anualmente, quatro milhões de bolsas.
HUMANIZAÇÃO – A Portaria 1.353 estabelece medidas voltadas à humanização nos serviços de hemoterapia a partir da capacitação de profissionais da Rede Brasileira de Hemocentros (Hemorrede). “O objetivo é melhorar a atenção e o acolhimento dos candidatos à doação”, explica o coordenador de Sangue e Hemoderivados do MS, Guilherme Genovez.
Desde 2004, o Ministério da Saúde é responsável por normatizar e coordenar a política de sangue, componentes e hemoderivados no país. A Portaria 1.353 aprimora e substitui a Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) nº 153/04, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), responsável pela regulação sanitária dos serviços de hemoterapia.

QUEM PODE DOAR SANGUE
Candidatos com: boa saúdel; Idade entre 18 anos completos e 67 anos, 11 meses e 29 dias. Podem ser aceitos candidatos à doação de sangue com idade de 16 e 17 anos, com o consentimento formal do responsável legal. E, em caso de necessidades tecnicamente justificáveis, o candidato cuja idade seja inferior a 16 anos ou superior a 68 anos somente poderá ser aceito após análise pelo médico do serviço de hemoterapia. Peso mínimo de 50 kg . Candidatos com peso abaixo de 50 Kg podem ser aceitos após avaliação médica e desde que respeitados critérios específicos estabelecimentos na Portaria 1.353/11.
O Hemopa espera por você na Tv. PE. Eutíquio, 2109.


Mais informações: 08002808118.

 

Depoimentos - Ouvidoria

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
leideacesso.png
LiveChat Help
Leia nosso blog
Seja Nosso Amigo
Encontre-nos
Siga-nos